Amor eterno

Lembro-me muitas vezes das longas noites de verão, daquelas depois da tua companhia e ficar num degrau de uma escada a olhar às estrelas até adormecer ir para casa às sete da manhã. Lembro-me dos teus olhos sempre tocando nos meus e ser o mais importante do dia. Lembro-me do teu perfume ser a brisa que me tocava na face como se fosse um beijo. Acho que ficava no de grau das escadas para me sentir mais perto de ti... Às músicas eram sempre belas, tudo tinha o sabor açúcar... Às vezes sentia vozes lá distantes e para mim era um outro mundo. Nada me assustava só o facto de no dia seguinte não te encontrar...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Entre a terra e o céu

A princesa e o criado