Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2015

Amor eterno

Lembro-me muitas vezes das longas noites de verão, daquelas depois da tua companhia e ficar num degrau de uma escada a olhar às estrelas até adormecer ir para casa às sete da manhã. Lembro-me dos teus olhos sempre tocando nos meus e ser o mais importante do dia. Lembro-me do teu perfume ser a brisa que me tocava na face como se fosse um beijo. Acho que ficava no de grau das escadas para me sentir mais perto de ti... Às músicas eram sempre belas, tudo tinha o sabor açúcar... Às vezes sentia vozes lá distantes e para mim era um outro mundo. Nada me assustava só o facto de no dia seguinte não te encontrar...

A neve

Quando a neve caia na minha aldeia, minha mãe costumava dizer que eram as penas que caiam das asas dos anjos quando passavam lá no alto, por cima das nuvens. Eu ficava pulando na rua tentando apanhar o maior número de penas e de tentar ver os anjos. Quando ela me chamava para dentro de casa, corria para a janela e ficava horas vendo nevar, tento ver um desses anjos. Nunca vi nenhum, mas eles estavam lá no alto, longe dos olhos como minha mãe dizia… é preciso ver com o coração!

O despertar

Já imaginaram a doçura que teria sentido Eva ao morder a "maçã" e descobrir a nudez de Adão? O desejo que sentiria no seu corpo… foi como se tivesse despido o vestido para Adão e despertar os cinco sentidos, até então profundamente adormecidos numa espécie de amor cego. O conhecimento foi revelado e os sentidos também. Pela primeira vez se olhou e viu o corpo, se tocou e sentiu, se ouvi outros sons e saboreou o desejo. Ao longo dos anos esses sentidos evoluíram e criaram, o mundo que temos. Daquele paraíso, hoje só nos resta a infância...

Mundo de encantar

Acho que já foram escritos todos os contos de encantar, os dragões foram todos mortos e os príncipes, despiram as suas fantasias e são agora a penas homens… mas tu, ainda vens desse mundo de um final feliz,onde por mais triste que seja a historia acaba sempre com um "Foram felizes para sempre". Embora machucada pela realidade, continuas a ser Princesa, mesmo sem um reino ou perdido na esquina de um coração. Pois ainda deve haver por ai uma bruxa malvada, com a sua maçã envenenada para te adormecer às emoções, às recordações desse mundo de encantar e assim esqueceres, a tua beleza e desse final feliz que te espera... eu ainda vivo dessa beleza porque nunca adormeci, talvez tivesse sido melhor morder também a maçã envenenada e adormecer o coração que ainda te espera...

Encontro perfeito

Duas grávidas preste a dar a luz vão a caminho do mesmo hospital. As ambulâncias se encontram num cruzamente e chocam uma na outra. Ninguém ficam ferido e às mulheres têm os filhos ali na rua no meio da confusão, eu nasci menino e tu menina, nos sentimos chorar e logo ali senti que eras a mulher da minha vida. Foi o meu primeiro encontro. Podia ter sido assim, se nascêssemos um para o outro... mas todos nascemos para todos, embora nunca encontremos a maioria, há quem encontre nessa confusão de olhares aquele que nós faz ficar para sempre e todas as promessas são quebradas, nascemos ali...

Uma momento imaginado, tirado de uma história inventada e publicado num Facebook, talvez ele também imaginário. Só para te dizer como és bela na minha vida sejas quem fores tu minha mulher

A estrela de natal

História de amor em formato de texto e num natal em que muitas famílias não
têm, acho que toda a magia de um natal se vai com este terrível pensamento...
para essas pessoas vai este pequeno texto

Uma certa noite enquanto a
pequenina estrela se espreguiçava para acordar do seu sono, descuidou-se e caiu
do céu, batendo com violência numa rocha ficando machucada numa das suas
pontas, por todo lado espalhou o pó das estrelas quem tem magia e logo ali fez
nascer muitas flores, numa noite bem fria de inverno. Para os humanos daquele
país, era dia 20 de Dezembro de 2012, porém a estrelinha na mente não tinha
números, só se importava com duas coisas, com a dor da sua ponta direita e como
ela iria voltar ao seu céu e lá crescer mais, brilhar como a sua mãe e ser a
estrela mais bonita para a lua, pois era ela que as espalhava lá no céu. Ela
ainda mal se via, por isso ficava sempre à espera de crescer e agora tinha lhe
acontecido esta desgraça! Olhou para o céu e viu todo ele cheio de estrelas,
gritou por ela…
Imagem
Nunca tentei encontrar Deus, ele sabe onde estou! Apenas tento compreender o seu olhar sobre mim




Numa das minhas viagens, há uns séculos atrás. Andava eu em busca da minha fé pelos lugares onde Jesus andou. Quando encontrei um monge, ao contrário da imagem que tinha dos monges. Aquele não era nada barrigudo e sim bastante magro e frágil, diria… quase no fim da vida. Com a sua túnica castanha (mais pelo surro do que pela cor) e a seu cajado, onde ele se apoiava para caminhar, procurava a verdade da sua existência. Segundo ele, quase toda a vida serviu Deus num convento e houve momentos para tudo, fome, doenças, guerras e até para questionar a existência de Deus. Cada vez com o fim da sua vida mais próximo, essa dúvida aumentava e se perguntava, se Deus estava realmente num lugar qualquer. Ele tinha muita fé, mas neste momento da vida, isso não lhe bastava. Tinha de haver um sinal e foi numa noite de tempestade que Deus lhe mandou uma esperança num sonho. Pois se Jesus (o seu filho) ando…